Santa Casa assegura continuidade de serviços do SUS em Ilhéus

A Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus garantiu hoje (4), através de uma Nota Pública, que não há nenhuma possibilidade de cancelar o atendimento por intermédio do Sistema Único de Saúde (SUS) à população de Ilhéus. O desmentido já havia sido feito pela secretária municipal de Saúde, Elizângela Oliveira, logo que boatos começaram a circular a respeito de um possível cancelamento do contrato do município com o Hospital São José. Na nota, a Santa Casa informa que “em nenhum momento deixou ou deixará de atender a qualquer paciente que precise dos seus serviços médico hospitalares, principalmente pacientes do SUS, pois é essa a sua missão prevista nos seus estatutos e, que por mais de cem anos vem sendo cotidianamente cumprida”.

“A Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus é a casa do SUS, portanto é a casa de muitos”, assegura a nota. Explica ainda que por ser muitos os que necessitam de atendimento, eventualmente pode ocorrer um excesso de procura pelos seus serviços, principalmente do pronto atendimento que, na impossibilidade de acomodar em um determinado momento a todos os que o procuram, pode temporariamente, até que se normalize os atendimentos, suspender momentaneamente o atendimento a pacientes que não apresentarem quadro de emergência.

Devido ao grande número de pacientes que procuraram o pronto atendimento da Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus no último dia 1º de junho, que lotou todas as acomodações, inclusive ocupando cadeiras e macas que foram totalmente utilizadas, e na impossibilidade de admitir novos pacientes para realizar novos atendimentos, por orientação do médico de plantão, a recepção e o enfermeiro da triagem, passaram a informar aos cidadãos que buscavam atendimento no pronto socorro, que o pronto atendimento estava lotado e que providencias urgente estavam sendo tomadas para regularizar o atendimento no mais breve espaço de tempo.

A nota explica que providencias foram tomadas como transferências de pacientes para enfermarias e apartamentos do Hospital São José e também para o Hospital Regional Costa do Cacau, conforme havia sido dito pela secretária Elizângela Oliveira, em resposta aos boatos.

“A Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus jamais deixou de atender ao SUS, pois esta é a sua árdua mais gloriosa missão. Reiteramos que a Santa Casa de M. de Ilhéus/Hospital São José e Maternidade Santa Helena é a CASA DO SUS, é a casa do cidadão enfermo quando dela precisar”, conclui a nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *