Home Itabuna Estudantes de Itabuna apresentam aplicativos criados no projeto E-NOVA educação durante o...

Estudantes de Itabuna apresentam aplicativos criados no projeto E-NOVA educação durante o virtual educa bahia 2018

10
0
Anna Karoline e Anabelly Santos, estão apresentando o aplicativo “ASF – Acompanhe Seu Filho”.

Diferentes aplicativos desenvolvidos por estudantes do Colégio Estadual Félix Mendonça, em Itabuna, através do projeto e-Nova Educação, desenvolvido em parceria com o Google, estão chamando a atenção dos participantes do XIX Encontro Internacional Virtual Educa, que acontece até esta sexta-feira (8), no Centro Estadual de Educação Profissional, Formação e Eventos Isaías Alves (ICEIA), no bairro do Barbalho, em Salvador. São protótipos de aplicativos que buscam solucionar problemas existentes na sociedade e que revelam o olhar empreendedor e criativo dos estudantes da rede estadual de ensino.

As estudantes Anna Karoline Pinheiro, 14, e Anabelly Santos, 17, estão apresentando o aplicativo “ASF – Acompanhe Seu Filho”, no qual os pais dos alunos poderão acompanhar a vida escolar dos filhos, como notas, frequência e avisos. A ideia é voltada para as Secretarias de Educação e o aplicativo poderá ser acessado pelo numero de matrícula do estudante de cada unidade escolar cadastrada. Com este aplicativo, as estudantes conquistaram a etapa regional e a final da etapa Brasil do Technovation Challenge Brazil, competição de desenvolvimento de aplicativos para meninas de 10 a 18 anos dos Ensinos Fundamental, Médio e Técnico, e agora, estão concorrendo com as equipes mundiais para participar da final da competição que será realizada, em agosto, na Califórnia, nos Estados Unidos.

“O nosso projeto visa facilitar o maior acompanhamento familiar na vida do estudante e pensamos exclusivamente nos pais, pois muitos deles, na correria diária, não têm tempo suficiente de estarem totalmente presentes na escola e através do aplicativo eles poderão acompanhar a vida escolar de seus filhos. Estou muito entusiasmada em participar de um evento desse porte e, também, esperamos participar e sair como campeãs na final do Technovation Challenge nos EUA”, afirma Anna Karoline Pinheiro.

Outro projeto de destaque é o “Bio Protect”, que significa “Proteja a Vida”, criado pela estudante Shauany Gomes, 16, e as demais integrantes de sua equipe. “Ele foi criado porque analisamos que o mundo em que vivemos hoje com o avanço tecnológico tem sido prejudicado. O aplicativo contém um quiz (jogo) onde o participante pode assinalar algumas alternativas e, com base nas suas respostas, será mostrado um texto sobre o tema abordado no qual o participante poderá fazer uma autorreflexão sobre suas atitudes com o meio ambiente. Além disso, também são indicadas algumas plantas medicinais que podemos cultivar em nossa casa para ajudar na nossa saúde”, explica a estudante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui