Abrace Camaçari emite nota de repúdio sobre o ato covarde contra menor na Gleba A

Nesta sexta-feira (18) o projeto Abrace Camaçari emitiu uma nota de repúdio sobre o crime registrado no bairro da Gleba A, na noite desta quinta-feira (17), em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador.

NOTA DE REPÚDIO

“O projeto Abrace Camaçari repudia veementemente o ato covarde contra uma criança, ocorrido na última quinta-feira (17/5) no município, no bairro Gleba A. Esta sexta-feira (18/5) é justamente o Dia de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, data que o olhar da sociedade civil deve estar voltado ao enfrentamento à violência.

É inadmissível que casos, como o da jovem, ainda aconteçam. Neste momento, as políticas públicas podem estar ao lado da família, como na prestação de atendimento psicológico à família através do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS)”.

Na oportunidade, o Abrace Camaçari é solidário com a toda a família e está à disposição neste momento de profunda dor. O projeto vai acompanhar de perto os desdobramentos do caso, que chocou a cidade, e espera que o culpado seja encontrado e que se cumpra a justiça.

18 DE MAIO

O Dia de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, faz referência a um crime bárbaro contra uma criança de 8 anos ocorrido no ano de 1973, na cidade de Vitória, no Espírito Santo, que ficou conhecido como o “Caso Araceli”.

Segundo o Ministério dos Direitos Humanos a proposta do 18 de maio é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *